Relatório Semanal de Influenza e ORV - Semana 3 (27 de janeiro de 2023)

Relatório Semanal de Influenza e ORV - Semana 3 (27 de janeiro de 2023)

[embeddoc url =”https://sarinet.org/wp-content/uploads/2023/02/InformeSemanalSE3_WeeklyReportEW3.pdf” visualizador=”google”]

Descrição

Resumo semanal:

  • América do Norte: A atividade da gripe diminuiu na sub-região. Influenza A(H3N2) predominou com a cocirculação de A(H1N1)pdm09 e B/Victoria (onde foram determinadas a subtipagem e a linhagem). A atividade do SARS-CoV-2 foi elevada, enquanto a atividade do RSV foi baixa. No Canadá, a atividade da gripe diminuiu; os indicadores de vigilância continuaram dentro dos níveis esperados. No México, a atividade da gripe estava na média das temporadas anteriores, com baixos indicadores de gravidade. Nos Estados Unidos, a atividade da gripe diminuiu em níveis de baixa intensidade, com a porcentagem de mortes por pneumonia, gripe e COVID-19 acima da média das temporadas anteriores. A atividade do RSV continuou diminuindo.
  • Caribe: A atividade da influenza continuou moderada na sub-região com predominância do vírus influenza B. Predominou o vírus Influenza B/Victoria, com cocirculação A(H1N1)pdm09 e A(H3N2). A atividade da gripe foi elevada em Belize, com predominância de B/Victoria. A atividade do SARS-CoV-2 foi baixa, com aumento da atividade em alguns países. A atividade do RSV estava nos níveis basais, exceto na República Dominicana.
  • América Central: A atividade da influenza foi moderada, com detecções de vírus influenza A e B e predominância de B/Victoria. A atividade da influenza foi elevada na Guatemala e em Honduras, com predominância da influenza B/Victoria. No geral, a positividade percentual de SARS-CoV-2 diminuiu na sub-região; o aumento percentual de positividade foi relatado em Honduras e no Panamá. A atividade do VSR permaneceu elevada na Guatemala.
  • andino: A atividade da influenza foi baixa, com predominância de influenza B/Victoria e cocirculação de influenza A(H3N2) e A(H1N1)pdm09. Bolívia e Equador relataram aumento da atividade da gripe. SARS-CoV-2 foi elevado na Colômbia, Equador e Peru. Na sub-região, a atividade do RSV foi baixa em geral.
  • Brasil e Cone Sul: A atividade influenza foi baixa, com predominância de vírus influenza B (linhagem indeterminada) e co-circulação influenza A (subtipagem não realizada). A atividade do SARS-CoV-2 foi elevada em toda a sub-região, mas com tendência decrescente na maioria dos países. Brasil e Chile relataram aumento da atividade de VSR.
  • Gripe aviária: Um resumo da situação da gripe aviária na região, gestão de casos e recomendações estão disponíveis em Alertas e atualizações epidemiológicas | OPAS/OMS | Organização Panamericana de Saúde (paho.org)

Opinões

Ainda não há avaliações.

Venha2theweb